Fisiolar

Fisiolar_escolha-consumidor-24

Quando devo procurar um Terapeuta da Fala?

Quinta-feira, 7 Julho, 2016

Afinal quando devo procurar um terapeuta da fala? O Terapeuta da Fala é o profissional responsável pela prevenção, avaliação, intervenção e estudo científico das perturbações da comunicação humana, englobando não só todas as funções associadas à compreensão e expressão da linguagem oral e escrita, mas também outras formas de comunicação não verbal. Por outro lado, o Terapeuta da Fala intervém também ao nível da deglutição (passagem segura de alimentos e bebidas através da orofaringe de forma a garantir uma nutrição adequada). Em suma, o Terapeuta da Fala avalia e intervém em indivíduos de todas as idades, desde recém-nascidos a idosos, tendo por objetivo geral otimizar as capacidades de comunicação e/ou deglutição do indivíduo, melhorando, assim, a sua qualidade de vida (ASHA, 2007).

Sinais de alerta nas crianças que justifique procurar um Terapeuta da Fala

Quando as crianças produzem as primeiras palavras é um momento de grande entusiasmo pois começam a expressar os seus desejos e necessidades através da fala e a nomear os objetos do seu quotidiano. Com efeito, a maioria das crianças produz as primeiras palavras por volta do 1 ano de idade, contudo, cada criança tem o seu próprio ritmo de desenvolvimento, pelo que algumas crianças começam a falar antes de 1 ano de idade e outras alguns meses depois.

Os cuidadores deparam-se, muitas vezes, com dúvidas sobre o desenvolvimento dos seus filhos, sobre o que é normal e esperado para determinada faixa etária ou desviante e se devem procurar profissionais especializados ou esperar pelo desenvolvimento das competências em atraso.

Observe de seguida alguns sinais de alerta que podem ajudá-lo a esclarecer dúvidas relativas ao momento de procura de um Terapeuta da Fala.

  • Não sorri ou interage com os outros (primeiros meses)
  • Ainda não balbucia (4 – 7 meses)
  • Produz poucos sons e gestos, como o apontar (7 – 12 meses)
  • Não compreende o que os outros dizem (7 – 12 meses)
  • Produz poucas palavras (12 – 18 meses)
  • As suas produções são difíceis de serem compreendidas pelos interlocutores (18 meses – 2 anos)
  • Não junta palavras para construir frases (18 meses – 3 anos)
  • Tem dificuldade em brincar e falar com outras crianças (2 – 3 anos)
  • Omite e/ou troca sons nas palavras
  • Apresenta bloqueios, repetições e prolongamentos de sons, sílabas ou palavras
  • Tem a voz rouca ou nasalada
  • Respira maioritariamente pela boca (respirador oral)
  • Apresenta dificuldades na mastigação e deglutição de alimentos
  • Revela dificuldades ao nível da leitura e da escrita

A identificação dos sinais de alerta atempadamente e a procura de um Terapeuta da Fala precocemente pode ser crucial no desenvolvimento comunicativo, comportamental e/ou social, emocional e académico da criança.

Sinais de Alerta nos Adultos que justifique procurar um Terapeuta da Fala

  • Faz muito esforço na produção de sons ou palavras (gaguez) 
  • Apresenta bloqueios, repetições e prolongamentos de sons, sílabas ou palavras (gaguez) 
  • Comunica através de frases curtas e fragmentadas (afasia) 
  • A ordem das palavras é efetuada de forma errada (afasia) 
  • Tem dificuldade em usar palavras e compreender os outros (afasia) 
  • Demonstra dificuldade em imitar sons da fala (apraxia) 
  • Revela um ritmo de fala lento (apraxia) 
  • A fala é ininteligível (disartria) 
  • O discurso é lento ou rápido com qualidade vocal comprometida (disartria) 
  • Mostra dificuldades de mastigação e deglutição 
  • Tem problemas vocais
  • Queixa-se de perturbação articulatória e deseja corrigir

A lista de sinais de alerta pode ajudá-lo a clarificar quando deve procurar um Terapeuta da Fala. Em caso dúvida, não hesite em procurar um Terapeuta da Fala e proceder a uma avaliação pois as intervenções terapêuticas que  evidenciam prognósticos mais favoráveis são, geralmente, aquelas que se iniciam mais precocemente.

Inês Filipa Silva Duarte

Inês Filipa Silva Duarte

Colaboradora da Fisiolar licenciada em Terapia da Fala pela Escola Superior de Tecnologias da Saúde do Porto.

Porquê deslocar-se, se vamos ter consigo?

Uma experiência verdadeiramente conveniente e diferenciadora.
Scroll to Top