Todo País

Continente e Ilhas

Todo o Ano

Em horário alargado

Fale connosco

212 841 984

Quando devo procurar um Terapeuta da Fala?

O Terapeuta da Fala é o profissional responsável pela prevenção, avaliação, intervenção e estudo científico das perturbações da comunicação humana, englobando não só todas as funções associadas à compreensão e expressão da linguagem oral e escrita, mas também outras formas de comunicação não verbal. O Terapeuta da Fala intervém, ainda, ao nível da deglutição (passagem segura de alimentos e bebidas através da orofaringe de forma a garantir uma nutrição adequada). O Terapeuta da Fala avalia e intervém em indivíduos de todas as idades, desde recém-nascidos a idosos, tendo por objetivo geral otimizar as capacidades de comunicação e/ou deglutição do indivíduo, melhorando, assim, a sua qualidade de vida (ASHA, 2007).


Sinais de Alerta nas Crianças​

Quando as crianças produzem as primeiras palavras é um momento de grande entusiasmo pois começam a expressar os seus desejos e necessidades através da fala e a nomear os objetos do seu quotidiano. A maioria das crianças produz as primeiras palavras por volta do 1 ano de idade, contudo, cada criança tem o seu próprio ritmo de desenvolvimento, pelo que algumas crianças começam a falar antes de 1 ano de idade e outras alguns meses depois.

​Os cuidadores deparam-se, muitas vezes, com dúvidas sobre o desenvolvimento dos seus filhos, sobre o que é normal e esperado para determinada faixa etária ou desviante e se devem procurar profissionais especializados ou esperar pelo desenvolvimento das competências em atraso.

​Observe de seguida alguns sinais de alerta que podem ajudá-lo a esclarecer dúvidas relativas ao momento de procura de um Terapeuta da Fala.

  • Não sorri ou interage com os outros (primeiros meses)
  • Não balbucia (4 - 7 meses)
  • Produz poucos sons e gestos, como o apontar (7 - 12 meses)
  • Não compreende o que os outros dizem (7 - 12 meses)
  • Produz poucas palavras (12 - 18 meses)
  • As suas produções são difíceis de serem compreendidas pelos interlocutores (18 meses - 2 anos)
  • Não junta palavras para construir frases (18 meses - 3 anos)
  • Apresenta dificuldade em brincar e falar com outras crianças (2 - 3 anos)
  • Omite e/ou troca sons nas palavras
  • Apresenta bloqueios, repetições e prolongamentos de sons, sílabas ou palavras
  • Apresenta voz rouca ou nasalada
  • Respira maioritariamente pela boca (respirador oral)
  • Apresenta dificuldades na mastigação e deglutição de alimentos
  • Apresenta dificuldades ao nível da leitura e da escrita

A identificação dos sinais de alerta atempadamente e a procura de um Terapeuta da Fala precocemente pode ser crucial no desenvolvimento comunicativo, comportamental e/ou social, emocional e académico da criança.

Sinais de Alerta nos Adultos


  • Apresenta muito esforço na produção de sons ou palavras (gaguez) 
  • Apresenta bloqueios, repetições e prolongamentos de sons, sílabas ou palavras (gaguez) 
  • Comunica através de frases curtas e fragmentadas (afasia) 
  • A ordem das palavras é efetuada de forma errada (afasia) 
  • Apresenta dificuldade em usar palavras e compreender os outros (afasia) 
  • Apresenta dificuldade em imitar sons da fala (apraxia
  • Apresenta um ritmo de fala lento (apraxia
  • Apresenta fala ininteligível (disartria) 
  • Apresenta um discurso lento ou rápido com qualidade vocal comprometida (disartria) 
  • Apresenta dificuldades de mastigação e deglutição 
  • Apresenta problemas vocais
  • Apresenta perturbação articulatória e deseja corrigir

A lista de sinais de alerta pode ajudá-lo a clarificar quando deve procurar um Terapeuta da Fala. Em caso dúvida, não hesite em procurar um Terapeuta da Fala e proceder a uma avaliação pois as intervenções terapêuticas que evidenciam prognósticos mais favoráveis são, geralmente, aquelas que se iniciam mais precocemente.

Classifique este blog:
8
Fisioterapia nas Disfunções do Pavimento Pélvico
 

© Fisiolar - Todos os direitos reservados.