Todo País

Continente e Ilhas

Todo o Ano

Em horário alargado

Fale connosco

212 841 984

Afinal o que é uma Bronquiolite?

A bronquiolite é uma infecção respiratória causada por um vírus - o vírus mais comum é o VSR, vírus sinsicial respiratório - que afecta as pequenas vias aéreas (bronquíolos), obstruindo-as. É uma patologia sobretudo sazonal, estando associada principalmente aos meses de Inverno, embora se entenda aos meses vizinhos.

A população pediátrica mais atingida por este vírus são as crianças até aos 2 anos, sendo que a maior incidência ocorre entre o primeiro e sexto mês de vida.


Sintomatologia

Numa fase inicial os sintomas são semelhantes aos de uma constipação: tosse, febre baixa e olhos lacrimejantes. Posteriormente os sintomas podem piorar, surgindo pieira e sinais de dificuldade respiratória: taquipneia (respiração rápida), tiragem (covinhas entre as costelas) e adejo nasal (abertura das asas do nariz) paralelamente pode existir diminuição do apetite, recusa alimentar e febre.


Tratamento

A bronquiolite é uma patologia autolimitada, resolvendo-se a grande maioria espontaneamente em 7 a 14 dias, podendo surgir complicações sobretudo em crianças com factores de risco associados, como prematuridade, imunodeficiências e doenças respiratórias e cardíacas prévias. Sendo uma patologia viral não está aconselhado o uso de antibióticos.

O que os pais podem fazer para ajudar?

Desobstruir as vias aéreas através da lavagem nasal frequente com soro fisiológico e da aspiração de secreções; elevar a cabeceira da cama mais ou menos 30º; reforçar a ingestão de água e repartir as refeições, caso a criança tenha mais dificuldade em alimentar-se; eliminar factores ambientais irritativos, como o fumo de tabaco, p.ex; utilizar antipiréticos para controlar a febre; recorrer à cinesioterapia respiratória.

Cinesioterapia Respiratória

A cinesioterapia respiratória consiste num conjunto de técnicas terapêuticas manuais, realizadas por profissionais especialistas na área, que visam a recuperação da função respiratória, através da drenagem de secreções.  As manobras não são invasivas e os resultados são praticamente imediatos, com a melhoria significativa da sintomatologia.


Quando consultar um médico?

​Se a criança apresentar febre elevada, alteração do estado geral, prostração, tosse persistente por mais de 3 semanas, episódios de tosse que provoquem asfixia, agravamento dos sinais de dificuldade respiratória (taquipneia, apneia, tiragem, adejo nasal), cianose (cor mais pálida ou azulada da pele, lábios e unhas) e vómitos.


Contágio e prevenção

​As bronquiolites são altamente contagiosas, fazendo-se o contágio através do contacto com as secreções respiratórias contaminadas: seja directamente através da inalação dos aerossóis produzidos na tosse, seja através das mãos que contenham secreções contaminadas.

Por estes motivos, é determinante para diminuir o risco de infecções evitar locais com aglomerados de pessoas como, infantários, parques infantis, supermercados ou centros comerciais, bem como a lavagem das mãos, antes e depois de lidar com as crianças.


Classifique este blog:
8
A importância da consciência fonológica e como os ...
Nebulizações, sim ou não?

Related Artigos

 

© Fisiolar - Todos os direitos reservados.