Fisiolar

Fisiolar_escolha-consumidor-24

Cervicalgia

A cervicalgia é um termo médico que se refere à dor na região cervical da coluna vertebral, ou seja, à dor no pescoço. Pode ter várias origens e causas, desde lesões a problemas de postura ou degenerativos. A intensidade e duração da dor podem variar, e pode ser classificada como aguda, quando aparece subitamente, ou crónica, quando persiste ao longo do tempo, normalmente por mais de três meses.

As causas da cervicalgia podem ser diversas, entre elas:

  • Má postura;
  • Lesões como traumatismos, acidentes de carro ou quedas;
  • Degeneração dos discos;
  • Hérnia de disco;
  • Tensão excessiva nos músculos do pescoço, seja devido a stress, má postura ou atividade física intensa, pode resultar em espasmos musculares dolorosos;
  • Artrite cervical;
  • Stresse;
  • Infeções na região cervical, como infeções na garganta e condições inflamatórias, como a espondilite anquilosante.

Os sintomas da cervicalgia podem variar em intensidade e duração, dependendo da causa subjacente e da gravidade do problema. Os principais sintomas da cervicalgia podem incluir dor no pescoço que pode variar de leve a intensa e pode ser constante ou intermitente e pode irradiar para outras áreas, como os ombros, braços, parte superior das costas ou até mesmo a cabeça. A dor no pescoço muitas vezes piora com atividades que exigem movimentos repetitivos ou prolongados do pescoço, como trabalhar em computadores ou conduzir por longos períodos.

Podem ainda incluir sensação de rigidez no pescoço, dificultando a movimentação da cabeça, sensação de formigueiro ou dormência nos braços e mãos, devido à compressão de nervos na região cervical e fraqueza muscular. Em casos mais graves, a cervicalgia pode causar fraqueza nos músculos dos braços, ombros e pescoço.

A cervicalgia pode afetar pessoas de todas as idades, mas certos fatores podem aumentar o risco de desenvolvê-la em diferentes estágios da vida. A dor no pescoço pode ocorrer em crianças, adolescentes, adultos jovens e idosos, embora as causas possam variar dependendo da faixa etária.

Em crianças e adolescentes podem ser originadas devido a lesões desportivas, má postura ao utilizar dispositivos eletrónicos, mochilas pesadas e/ou outras atividades físicas. Nos adultos, a cervicalgia está muitas vezes relacionada com fatores como a má postura, stresse, uso excessivo de computadores e dispositivos móveis e atividades físicas inadequadas.

Conforme as pessoas envelhecem, o desgaste natural das articulações e discos da coluna vertebral pode levar a problemas como hérnias de disco, osteoartrite e outras condições degenerativas, o que pode causar cervicalgia nos idosos.

A prevenção e o tratamento da cervicalgia podem ser aplicados em todas as idades. Manter uma boa postura, praticar exercícios de fortalecimento e alongamento, usar ergonomia adequada no trabalho e adotar hábitos saudáveis de vida são medidas que podem ajudar a reduzir o risco de desenvolver cervicalgia em qualquer fase da vida. O importante é procurar um especialista assim que se sintam os primeiros sintomas. 

Fisiolar

Fisiolar

Saúde ao Domicílio

Porquê deslocar-se, se vamos ter consigo?

Uma experiência verdadeiramente conveniente e diferenciadora.
Scroll to Top